quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Ó pessoas desculpai o mau jeito, que é como quem diz, a ausência de notícias, mas a vidinha tem andado complicada por estes lados. Muito trabalho, algumas viagens à Alemanha e formação pelo meio, à mistura com aniversários e idas à terrinha, sem tempo para nada.

Devo dizer que afinal o meu intestino não ficou curado e que continuo a ter episódios de diarreia, por isso o mais provável é que venham mais posts de caca. Médico de família passou-me 300 mil análises para fazer e ainda quer que eu faça uma colonoscopia e endoscopia outra vez. Sim, já fiz, há uns três anos. E sim, foi com anestesia. E não, não custou nada porque estava a dormir. Mas não, não me apetece nada fazer outra vez, porque a preparação para aquela bodega é do pior que há.

E porque um mal nunca vem só, nas últimas semanas a ansiedade voltou a atacar em força. Na semana passada achei que ia morrer dentro do avião e estive a dois segundos de ter um ataque de pânico. Com o avião parado. Na pista. Só por ter estado lá dentro uma hora... Já ando a dar em tudo o que é droga natural, mas diz que não tem tido grande efeito.

Ontem já fui visitar um ginásio e vou-me inscrever, que isto é falta de mexer o corpinho e ver uns gajos jeitosos a levantar pesos. Espero que ajude, que eu não me quero tornar numa drogada oficial. Embora, confesso, tenha pedido ao médico alguma coisa "a sério" para os voos, já que me ando a passar completamente sempre que entro num avião. Ele receitou-me uma cena "fraquinha". Por via das dúvidas perguntei ao amigo Google e ele diz que aquela merda é coisa para me deixar KO dois dias seguidos. Por isso não comprei. 

Vamos ver se isto vai lá só à base de valeriana, flor de maracujá e uma gotas maradas de extratos de flores que trouxe da Alemanha. E ganhar juízo, que eu não tenho medo de andar de avião, por isso é ridículo panicar lá dentro.

Dizem que Reiki e meditação ajudam. Mas eu prefiro o desporto. Se falhar, logo de vê.

Até lá, vamos todos rezar para que este calor da treta se vá embora, que eu tenho uns botins novos para calçar e com 27 graus não dá muito jeito.

2 comentários:

  1. Bom dia,
    Desculpa a invasão de espaço mas decidi comentar. Sofri do mesmo problema desde que mudei de trabalho e passei a viajar constantemente tratamento em cima de tratamento mas continuava com diarreias até ao dia em que descobri que a ansiedade e o stress me tinham provocado uma extrasistole. Tratei a extrasistole e :) barriga boa novamente e já passaram sete meses (andei tres anos com diarreias). Tenta tratar a ansiedade mesmo que para isso sejas obrigada a recorrer a farmacos temporariamente, acredito que te vai fazer a diferença na barriga!
    As melhoras.

    ResponderEliminar
  2. Isso anda agreste! Muita coragem nessa hora.

    ResponderEliminar