quinta-feira, 8 de março de 2018

Ser mulher é muito bonito, mas custa pra car*****!

Uma pessoa distrai-se com o trabalho e cenas, e quando dá por ela, já passou quase um mês desde o último post. Pra próxima é reclamar, se faz favor, que eu venho cá dar novidades.

Calha que me deu para escrever, precisamente, no Dia da Mulher. Que por acaso nem correu nada bem, que não consegui mesa no restaurante onde queria almoçar e estou aqui com uma dor de cabeça que nem posso. Mas adiante. 

Vim cá para vos dizer que ser mulher é duro. E ser mulher solteira e independente, é muito bonito, mas é mais duro ainda. Que as contas não se dividem com ninguém e o nosso orçamento fica arruinado em três tempos, principalmente quando se tem amigas e primas que decidem casar todas no mesmo ano. Consecutivamente!
Isto, num país em que a desigualdade salarial se tem agravado. Aliás, Portugal foi o país da UE em que o fosso salarial entre homens e mulheres cresceu mais nos últimos anos. Dizem quem percebe do assunto, que quanto mais mulheres trabalham, mais aumenta o fosso. 

Muito lindo, sim senhor. Só que não. Que o mulherio é estudado, esforçado, competente e multitasked, além de acumular o trabalho com as funções de mães e donas-de-casa, mas chega ao fim do mês e recebe menos, só porque tem um pipi entre as pernas, em vez de uma pila. O que muito patrão-diretor-o-rai-que-os-parta não vê, é que há por aí muita mulher com um par de tomates maior que muito gajo que conheço.

E não me venham cá com merdas de que vivemos num mundo moderno e que os maridos ajudam muito e dividem as tarefas e o catano, porque o que mais vejo por aí são casos de mulheres cansadas, de se multiplicarem entre o trabalho, o marido, os filhos e a casa. Na teoria todo o gajo ajuda, mas, na prática, ainda não é assim tão comum a coisa funcionar.

Portanto, homens que estejam a ler isto, vão lá fazer alguma coisinha e dar meia hora de descanso no sofá à mulher aí de casa. E, de preferência, repitam todos os dias. Vão ver que não vos vai cair uma mãozinha e depois de se habituarem nem custa nada. 

Feliz Dia das Mulheres!




1 comentário: