segunda-feira, 18 de abril de 2016

Dilemas, dilemas...

Estou aqui com uma dúvida existencial, daquelas deveras profundas que, muito provavelmente, só as mulheres vão entender!
Fazer ou não um alisamento progressivo!

Como sabeis (ou não) eu tenho o cabelo encaracolado. Mas não é muito encaracolado. É assim assim. Desde que comecei a usar mais curto, perdeu os caracóis definidos e fica com uma espécie de ondas estranhas. Basicamente, tenho duas opções: estico, para ficar impecável, ou ponho espuma para andar encaracolado. 
Sem nada não é opção, porque fica tipo juba, ondulado e com imenso volume.

Ora eu sempre achei que isso dos alisamentos era coisa para dar cabo do meu rico cabelinho, que nem tinta leva. Até ver o resultado, diariamente, em duas colegas de trabalho!
Basicamente, a filha de uma fazia. Adora. A outra também quis experimentar. Adorou. Vai daí, a mãe (que tem um cabelo 30 vezes mais seco e mais estragado que eu meu) também decidiu fazer. E está tãooo melhor, que estou seriamente tentada. 

Quase que já me consigo imaginar, no verão, a sair da água e a poder deixar secar o cabelo solto, como uma pessoa normal, sem ter de o prender logo, para não acharem que anda um bicho à solta na piscina!

E podia fazer franja!! E cortes manhosos!!!

O senão, é que lá se vão os caracóis. E é essa  minha dúvida... Continuar a alisar com a prancha e poder variar de estilo, ou deixar de ter trabalho e andar sempre de cabelinho liso e impecável.

Eu disse que era uma dúvida muito profunda...

4 comentários:

  1. Se sabes que os caracóis vão à vida é pq tens noção de que o alisamento vai provocar alterações, irreversíveis, na estrutura dos teus fios. Estar bonito não é sinónimo de estar saudável, é uma química super forte que, a longo prazo, tem as suas consequências; a curto prazo dá, efectivamente, uma aparência bem bonita aos fios, alinha-os e fá-los reflectir a luz, aparentando brilho.
    Pessoalmente gosto mais da versatilidade (e não acho piada ao fio liso como esparguete), mas pareces inclinada para fazer e só tu sabes o que queres. Procura o menos agressivo possível (marca Purah tem boas referências)!

    ResponderEliminar
  2. Compreendo o teu dilema porque eu mesma já passei por essa dúvida uma vez que tenho o mesmo problema que tu: um cabelo que sem nada não há o que fazer, ou leva produtos para ter ondulação/ caracóis mais definidos ou parece uma juba sem controle ou definição porque tem imenso volume e é rebelde. Além disso, nem me atrevo esticá-lo que é coisa para demorar imenso tempo e o resultado ser uma cagada.
    Por isso, também já me passou pela cabeça alisá-lo profissionalmente, até porque uma amiga minha já o fez e diz maravilhas, aliás, vê-se no cabelo dela como a coisa tá. A única razão que me tem mantido afastada dessas modernices maravilhosas é o facto de poder danificar ainda mais o meu cabelo, já de si seco e sem brilho, com tendência a estragar-se. E mais, o facto de termos de fazer o alisamento de X em X tempo. Ou seja, ser algo com o qual teremos de viver para sempre. O estar "obrigada" a algo chateia-me um bocado...
    Por tudo isto, não sei ajudar-te. Se decidires depois conta-nos. Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Caracóis!!!! Na minha opinião, tudo ao natural (ou pouco agressivo/intenso) é o melhor. Além disso deve dar-te um ar mais rebelde e mais descontraído. Contudo, a decisão é tua. Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  4. Eu tenho o mesmo problema e acabei por fazer um alisamento/tratamento anti-frizz. No início o cabelo ficou muito fácil de manejar e até o frisado desapareceu, o que para mim foi um alívio enorme porque o meu cabelo é naturalmente muito frisado. Mas a verdade é que o meu cabelo nunca mais foi o mesmo, e já lá vão 4 anos. Depois de o efeito do tratamento passar, ele ficou com ainda menos definição do que antes, basicamente tenho de usar ferro de encaracolar para fazer caracóis ou então de esticar. Boa sorte e depois conta-nos como correu se fizeres o tratamento!

    ResponderEliminar