segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Há pessoas a quem devia nascer um limoeiro no cu. Atravessado!

No caminho do trabalho para casa fui surpreendida por uma valente dor de barriga. Ainda tentei aguentar, mas a meio da viagem percebi que era melhor sair do metro e procurar uma casa de banho. 
Saí nos Aliados e virei numa rua onde sabia que existe um café, mas quando lá cheguei vi que estava fechado. Logo a seguir tinha o Zazá. Onde por acaso até já tinha ido jantar com uns amigos.

Entrei e o funcionário (ou dono talvez, já que estava tranquilamente sentado numa mesa a conversar) e perguntei educadamente se ele se importava que eu usasse a casa de banho. Ao que o gajo me responde: é só para clientes.

Não estivesse eu tão aflita e tinha-o mandado pró caralho na hora. As pessoas não andam a entrar pelos estabelecimentos adentro com o propósito de lhes ir usar as retretes só porque sim. Se calhar, quando pedem, é porque é uma emergência. 
Limitei-me a responder que depois comprava qualquer coisa e o gajo lá me disse onde era. Quando saí fui ao balcão e o Carvalhão, a saber que eu só ia levar alguma coisa por ter usado a casa d banho, foi atender-me e levou-me um euro e meio por uma garrafa de água faz pequenas. 
Ainda por cima não tinha dinheiro suficiente e tive de pagar com o multibanco.

Já não é a primeira vez que me acontece ter de pedir para ir à casa de banho. Na altura em que corria era muito comum, ou porque tinha bebido muita água, ou porque a barriga se revoltava com o esforço. E todas as pessoas foram compreensivas e até simpáticas. 
Ainda por cima, àquela hora o café estava praticamente vazio. Não é que lhe estivesse a roubar tempo de utilização aos clientes!

Só espero que aquele senhor um dia vá na rua, tenha uma aflição igual à minha e lhe apareça um filho da puta igual a ele, que o obrigue a pagar para usar a sanita.

2 comentários:

  1. Eu normalmente digo qualquer coisa do estilo: Eu depois compro qualquer coisa, mas agora vou só ali à WC está bem? Nunca recebi um não. E depois até bebo um café ou assim. Sempre sai mais barato!

    ResponderEliminar