sexta-feira, 27 de março de 2015

Haverá coisa mais irritante do que gente ignorante??? E mais revoltante??? E desconcertante???

Já chega de rimas...

domingo, 15 de março de 2015

As 50 secas de Grey: provavelmente o pior filme dos últimos anos!

Ontem estive a ver as 50 Sombras de Grey. Com o FM. Na cama. 
...

Agora imaginem lá o que aconteceu! 
...

Nada! O FM adormeceu, de tão emocionante que o filme é. E eu quase fui pelo mesmo caminho. 

Agora que finalmente tive a oportunidade de assistir a tão proclamada obra cinematográfica, estou em condições de dizer, com toda a legitimidade, que o filme não é mau. Não senhor! É péssimo! Horrível! A sério que há gente a gostar daquilo? E nem estou a falar da história (que é ridícula) porque já tinha lido os livros (mais uma vez, tinha de perceber o porquê de tanto rebuliço). Tudo é mau: Os actores são maus (vá, a rapariga é só um bocadinho má. O gajo é mesmo horrível). As cenas são más e extremamente forçadas. A adaptação é má (sim, consegue ser pior que os livros). Não há ali nadinha, nadinha que nos faça sequer sentir um calorzinho na alma. Nem na alma, nem em lado nenhum! 
Juro que só me dá vontade de rir de cada vez que me lembro da cara do gajo a dizer: I don't do romance. I fuck! Não, a sério, cortem-me os pulsos porque é, provavelmente, dos piores filmes que vi nos últimos anos. Até o Twilight consegue ser mais interessante (pelo menos tem o moreno giro que anda sempre descascado). 

Já para não falar da história que encantou o mulherio de meio mundo e que me faz querer insultar muito, mas muito, a gaja que escreveu o livro. Nem é pelas palmadas ou pelos chicotes, que entre quatro paredes cada um faz o que lhe dá na telha, desde que seja consentido. É mesmo o ridículo de andar tudo a suspirar com uma história de amor em que o gajo, um controlador obsessivo e perseguidor, só naquela, faz chantagem com uma miúda inocente (e parva) e a tenta coagir a aceitar as cenas maradas dele: "Ah e tal, se queres ficar comigo tens de levar tau tau, chamar-me senhor e fazer tudo o que eu quero, mas não podemos dormir juntos, nem me podes tocar como os casais normais. Ou me aceitas (anormal e paranóico) como eu sou, ou não há Grey para ninguém e ficas sozinha, triste, virgem e pobre para o resto da vida".
Resumidamente, é mais ou menos isto!

Vá de retro...

A criatura com quem tive a insensatez de namorar antes do FM, vulgo ex-namorado, pediu a actual em casamento e parece que a moça aceitou. Ou ele mudou muito e finalmente se transformou num homenzinho, ou a rapariga é cega, surda e burra! 
Só de pensar que a mãe já me tinha comprado uns chinelos cor de rosa para ter em casa dela... Ca medo!

segunda-feira, 9 de março de 2015

sábado, 7 de março de 2015

Quem disse que a parte da agulha era a pior???

Já fiz a infiltração. Quase tive uma coisinha má antes da médica me espetar a agulha, de tão ansiosa que estava. Até que ela lá deu a injecção. E...  não foi assim tão mau! Ainda por cima tinha anestesia misturada, por isso fiquei sem sentir metade do pé durante umas horas. 
Mas, meus amigos, quando a anestesia passou... QUE DO-RES! Vi-me muito muito lixada para conduzir. Fui fazer reportagem de um jantar festivo e nem sentada estava bem. Tive de tomar um Brufen a ver se a coisa aliviava. E ajudou, felizmente, porque já estava a desesperar.
Hoje acordei melhor. Só sinto uma ligeira dor quando me apoio no pé, por isso continuo com um andar esquisito. Agora vou ficar uma semana sem correr e rezar para que, quando voltar a fazer uns quilómetros, a dor não apareça e eu possa correr descansada. 

quinta-feira, 5 de março de 2015

Oh pra mim a panicar!

Amanhã vou fazer uma infiltração no pé para tentar tratar um neuroma de Morton (um nervo ali entre os ossinhos pequenos, que decidiu inflamar e agora não me deixa correr mais de 5 kms seguidos). Claro que já estou a panicar. E o que é que não se deve fazer nesta situação? Pesquisar na net!
O que é que eu estive a fazer?? A ver fotos e vídeos de infiltrações...

quarta-feira, 4 de março de 2015

Como dizia um amigo meu: Agora é que vai for!

Comprei (finalmente) um telemóvel novo! Que não empanca quando ligo a net. Pelo menos até ver. O que significa que, a partir de agora, quando for no metro e der de caras com os espécimes que mais me inspiram a escrever para reclamar de qualquer coisa, já não vou ter de esperar. Saco do telemóvel novo (que, de tão grande, podia perfeitamente estar pregado na parede a fazer de TV. Ou não. São só 5,5'') e pimba! Saiu um post na hora! 
Porque, já se sabe, depois esqueço-me e nunca mais... 

Pensar em férias cansa...


Tenho um dilema. Mais um. Férias. 
Tenho 23 dias de férias para marcar e não sei quando. Tudo porque posso marcar em qualquer altura. São muitos meses!
Quando trabalhava no jornal só conseguia marcar uma ou duas semanas no Verão.
Na empresa anterior, só em época baixa: Fevereiro e Março; Outubro e Novembro.
Fácil! Não tinha muito por onde escolher.

Agora tenho os meses todos. Ou quase todos. Daqui a Dezembro, posso marcar em qualquer altura. E isso está-me a fazer espécie! 
Ainda por cima tenho de conciliar com as férias do FM. Que volta e meia está cá uma semana. Mas eu tenho de marcar 10 dias seguidos. E quando é que ele tem as férias longas?? Última semana de Julho e duas primeiras de Agosto! E o que é que eu mais odeio??? Férias em Agosto! 
Além disso quero fazer uma viagem. Com o FM ou com os amigos. De preferência com ambos. E arranjar data em que todo mundo esteja disponível?? Pois... Um dilema minha gente. Um grande dilema!

domingo, 1 de março de 2015

Divagações 'televisísticas'

A sério que ainda há paciência para tanto talent show em Portugal?? A sério que ainda existe alguém que não tenha concorrido a programas de música, dança ou equilibrismo de vassouras na ponta do nariz??
E aquela coisa na TVI? Nunca mais acaba?? A sério que alguém (além da minha colega de casa) tem pachorra para ver aquilo??

E Beirais?? Alguém vê? Não é a melhor série de sempre, a seguir ao 'Conta-me Como Foi'?