sábado, 29 de março de 2014

O universo não quer que eu coma iogurtes de morango.

Esta semana, às compras no Pingo Doce, peguei nuns iogurtes de morango. Deixei-os cair. Abriu-se um e borrei o chão todo. Peguei noutros e meti no cesto. Quando cheguei a casa, tiro as galochas e verifico que estão cheias de uma cena branca nojenta. Demorei uns segundos a olhar para aquilo, enquanto me passavam coisas deveras estranhas pela cabeça (as gaivotas não voam assim tão baixinho...) até perceber que tinha sido da merda do iogurte. Ainda bem que estava a chover. Caso contrário, em vez das galochas, iam ser as calças a ficar todas cagadas de branco!
Hoje de manhã peguei num iogurte de morango para trazer pro lanche. Mal lhe meti a mão, deixei-o cair. Borrei o frigorífico e o chão todo. Achei que era desperdício deitá-lo fora, por isso peguei no copinho, limpei o rebordo e voltei a colocar a tampa muito direitinha. Saco de plástico com ele, para não sujar mais. Cinco minutos depois, deixo-o cair outra vez. Enfiei o iogurte maldito dentro do frigorífico (logo se vê o que faço com ele) e peguei noutro. De morango também. Conseguiu chegar intacto ao escritório. Está guardado no frigorífico. A ver se sobrevive até ao lanche. Para a próxima compro só de banana. 

Sem comentários:

Enviar um comentário