segunda-feira, 31 de março de 2014

Estou velha para estas coisas...

Sábado à noite, após jantar de aniversário do FM, fomos todos sair. Discoteca manhosa e depois bar menos manhoso. Com a porra da mudança da hora, cheguei a casa já era dia! Dormi pouco e acho que ainda não recuperei. Nem das horas de sono em falta, nem das visões do Demo (juro que não entendo a forma como as pessoas se vestem para sair à noite. Mas isto dava outro post) nem da porra do fumo do tabaco que quase me intoxicou. Mas quando é que se deixa de fumar em sítios fechados, de uma vez por todas??? 

Quando estava no jantar, maioritariamente com os amigos dele, lembrei-me do aniversário do ano passado, em que estavam lá as mesmas pessoas, mas para as quais eu era ainda uma estranha. E vice-versa. Tive tanta vergonha, que só queria um buraco para me esconder. Eles também não deviam ir muito à bola comigo. Estávamos juntos há menos de um mês e, honestamente, acho que ninguém punha muita fé no nosso namoro. Um ano depois, perguntam quando vamos marcar o casamento! 

sábado, 29 de março de 2014

O universo não quer que eu coma iogurtes de morango.

Esta semana, às compras no Pingo Doce, peguei nuns iogurtes de morango. Deixei-os cair. Abriu-se um e borrei o chão todo. Peguei noutros e meti no cesto. Quando cheguei a casa, tiro as galochas e verifico que estão cheias de uma cena branca nojenta. Demorei uns segundos a olhar para aquilo, enquanto me passavam coisas deveras estranhas pela cabeça (as gaivotas não voam assim tão baixinho...) até perceber que tinha sido da merda do iogurte. Ainda bem que estava a chover. Caso contrário, em vez das galochas, iam ser as calças a ficar todas cagadas de branco!
Hoje de manhã peguei num iogurte de morango para trazer pro lanche. Mal lhe meti a mão, deixei-o cair. Borrei o frigorífico e o chão todo. Achei que era desperdício deitá-lo fora, por isso peguei no copinho, limpei o rebordo e voltei a colocar a tampa muito direitinha. Saco de plástico com ele, para não sujar mais. Cinco minutos depois, deixo-o cair outra vez. Enfiei o iogurte maldito dentro do frigorífico (logo se vê o que faço com ele) e peguei noutro. De morango também. Conseguiu chegar intacto ao escritório. Está guardado no frigorífico. A ver se sobrevive até ao lanche. Para a próxima compro só de banana. 

sexta-feira, 28 de março de 2014

A isto chama-se investimento!

FM fez anos. Acabei de comprar a prenda:


Não sou ruim. Sou preocupada...

Fui 'reencontrada' no Face por uma rapariga com quem convivi há uns anos. Cusca que sou, fui ver as fotos dela. Juro que pensei que a moça tinha sofrido um AVC e ficado com uma atrofia muscular nos beiços. Entretanto, no meio de 300 fotos assim


lá encontrei uma normal. Ufa! Afinal o AVC atingiu só o cérebro...

Tiquólicos anónimos

Boa noite. Chamo-me Lois Lane, tenho 31 anos e estou viciada em mexer nas orelhas...

quinta-feira, 27 de março de 2014

Onde ando eu?

Nada em mim anda muito normal nos últimos tempos. Agora tenho acordado com os olhos inchados. Vá-se lá perceber porquê. Talvez as alergias me tenham subido do nariz para as pálpebras.

Também ando completamente sem paciência para as pessoas. E com a língua afiada pra caralho. Respondo torto a meio mundo. Tudo me irrita, eu irrito-me com tudo e breve nem para mim tenho paciência. Será que se cortar o cabelo isto melhora?? E se eu emigrar? Tipo... pra Coreia do Norte? Não sei é se o penteado do Chefão de lá me ia ficar muito bem...

Estou cansada. Posso ir embora?

quarta-feira, 26 de março de 2014

Urban 'masoquista' trail

Ontem fiz o meu primeiro urban trail. Não morri, mas faltou pouco, quando vi as subidas por onde aquele bando de malucos me levou. Ao fim do primeiro quilómetro já eu pensava desistir. Eles não deixaram, e ainda bem. No final, quase 9 kms e 1h e 7m depois, estava de rastos, mas feliz da vida!
Passámos por ruas que eu nem conhecia e parámos em lugares com vistas fantásticas para o rio e as pontes. Para terem uma ideia, subimos a Calçada das Carquejeiras: 210 metros com uma inclinação brutal (já li que tem 22%, mas também se fala em 40%. Eu achava que eram uns 50%!). Ora espreitem:






Devo ser masoquista, mas para a semana lá estou outra vez!

That's it!


terça-feira, 25 de março de 2014

Terapias alternativas

Hoje vim trabalhar sem a valeriana. Em vez de tomar droga, pus rimel e batom vermelho! E não é que me sinto lindamente?

Como começar bem o dia?

Pisar merda de cão. Que por sinal estava no tapete da entrada do escritório. Claro que não dei logo por ela. Começou a ficar um cheiro horrível, tudo a olhar para as solas dos sapatos e tinha de ser eu a feliz contemplada. Dizem que é sinal de dinheiro. Cá pra mim, só se for falta dele. Seguiu-se meia hora de exercício matinal, de esfregona na mão, a limpar 300 vezes seguidas o chão, com litros de detergente, até o cheiro desaparecer. 

segunda-feira, 24 de março de 2014

E novidades, não?

1. FM faz anos hoje.

2. Tive um pesadelo. Sonhei que me tinha chateado com ele.

3. Ontem FM e futuro sogro cruzaram-se e cumprimentaram-se. O meu pai é tão distraído que nem deve ter percebido quem ele é.

PS: Até dizia que estou outra vez pior do estômago e que fiquei mesmo enjoada com a porcaria do perfume de uma mulher no metro, mas corro o risco de levar já com a boca do estar grávida.

sexta-feira, 21 de março de 2014

Estou feliz.! Encontrei um grupo porreiro com quem correr às quintas. E já fui desafiada para fazer um urban trail às terças. Já estava farta de correr sozinha. Vamos ver se é desta que consigo passar dos 10 kms! Afinal, tenho uma meia maratona daqui a dois meses... Pois!





quarta-feira, 19 de março de 2014

Não posso ver filmes deprimentes. Depois fico feita estúpida a chorar meia hora. Não, não estou grávida. Estou sensível. Tá?

Surprise, surprise!

Vi uma foto da Leonor Poeiras numa revista, algures numa festa da Moda Lisboa. Nada de mais, não estivesse a moça com as mamocas de fora. Pronto, não estavam de fora, mas a blusa era transparente e via-se tudo. Vindo de uma rapariga que até costuma ser recatada, não pude deixar de ficar um bocadito escandalizada. 
Hoje lembrei-me de ir ver à net e, afinal, há uma espécie de explicação. Parece que ela desfilou com aquela roupa e depois andou a passear o trapinho entre os convivas. 


terça-feira, 18 de março de 2014

Weird...

É de mim, ou parece que a cabeça da rapariga foi ali 'colada', num truque manhoso de Photoshop?? Raio de posição pá!


segunda-feira, 17 de março de 2014

Blue Lois

Acabei de ver o 'Blue Jasmine' e juro que fiquei com medo de acabar enfiada em comprimidos e álcool. Não que o FM seja um milionário aldrabão que me vá deixar na penúria e trair-me com uma dúzia de galdérias, mas acho que o meu trabalho consegue exercer um papel igualmente traumatizante. 
No estado de ansiedade em que eu ando, breve nem a valeriana me vale. Um dia destes ainda dou comigo a dar no Xanax....

sexta-feira, 14 de março de 2014

Let's pretend this is a fashion blog

Estou apaixonada.



Felizmente não existe nenhuma Zilian num raio de 300 quilómetros. A de Braga fechou, certo?? Ainda bem. 

Sonho ou pesadelo??

Eu sonho muito. Todas as noites. Praticamente todas as horas. São sempre sonhos tão complexos e recheados de pormenores, que davam um bom argumento para o Spielberg. Não me lembro de uma noite em que não tenha sonhado... Mal começo a adormecer, começam, literalmente, a passar-me cenas à frente dos olhos. E mal acordo, sei que acabei de sonhar. Adormeço cinco minutos e sonho. Enfim, é uma cena cansativa que, desconfio, ainda me vai levar à loucura (a mais), pois a maior parte das vezes tenho a sensação que não descansei de noite.
Para terem uma ideia, esta noite sonhei que estava grávida... (revirar os olhos). Quem me conhece sabe que nunca quis ter filhos. E felizmente só sonhei quatro vezes na vida com este estado. Esta foi a quinta. Ao contrário das outras vezes, em que chorei, esperneei e gritei que não era justo, que não podia ser e que tinha de ser um engano, neste sonho estava mais calma. E barriguda... Mas nem por isso contente por estar grávida. A angústia estava lá. Numa altura em que a barriga ainda não estava muito grande, o meu pai dizia que era as más línguas a acusar-me de estar grávida, mas que era mentira, que eu só estava inchada (!!!!!). Realmente, para tantos meses, a barriga até era pequena, porque consegui vestir umas calças de ganga que tenho. Enquanto o povo andava todo contente com a novidade, eu só pensava na minha vida. Em tanta coisa que tinha para fazer e que ia ficar de lado por causa da gravidez... Depois já tinha uma barriga enorme (nesta altura já estou a escrever isto meio encolhida) e cheguei ao ponto de ir para o hospital, para ter a criança. Felizmente não cheguei a sonhar com as dores nem com o parto, mas de repente já tinha um filho. Ao qual, diga-se de passagem, não dei grande atenção, porque queria era recuperar a minha mala, que tinha deixado numa espécie de portaria, onde trabalhava um gajo da minha empresa que eu odeio. Ninguém encontrava o raio da carteira e eu desesperava, porque tinha lá as chaves de casa, o telemóvel e os documentos. A criança devia estar em casa da minha mãe. Já não é a primeira vez que sonho que tenho um filho e o despacho para a avó. 
E agora está toda a gente a pensar: ai, que insensível e tal. Mas que querem? Sonhos não se controlam. E eu nunca quis filhos. Está bem que com a entrada do FM na minha vida, já coloco a hipótese de pensar nisso. Só pensar! Mas a verdade é que não sei se algum dia vou ter coragem. Ou vontade. A não ser que seja um acidente (lagarto, lagarto). 
E não, isto não são desejos recalcados. Apenas estive ontem à tarde a conversar com uma amiga, que me contou a história mirabolante do anormal do meu ex, que vai ser pai. Daí o raio do sonho. 

E pronto. Ia contar também o da noite anterior, em que entrei no último filme do Harry Potter (de um livro desconhecido, que ainda não tinha sido publicado), mas já me estiquei pra caraças com a cena da gravidez...

PS: Enviei sms ao FM, a contar o que tinha sonhado. Resposta: "Será? Gosto da ideia!". Apeteceu-me fazer-lhe pilas (para quem não sabe, é assim: .|.), mas limitei-me a responder: "Não será nada!". 

quinta-feira, 13 de março de 2014

Really???


E eu a pensar que o Linkedin era uma rede profissional... Se alguém quiser adicionar o senhor, estejam à vontade!

segunda-feira, 10 de março de 2014

Quase férias

Era suposto eu estar de férias. Mas estou a trabalhar. Há auditoria do processo de Certificação da Qualidade e, como rapariga simpática que sou, lá adiei o descanso por um dia e estou aqui a deixar tudo direitinho para receber o sr. inspector. 
O que significa que, mal cheguem as seis e meia, ponho-me a andar e só volto daqui a uma semana. É pouco, mas já vai dar para arejar esta cabecinha, que já anda com falhas no sistema. E fazer fotossíntese, que o S. Pedro parece finalmente ter decidido compensar-me pelas últimas férias, em que choveu torrencialmente todos os dias. E pelo fim-de-semana em que ia comemorar o aniversário de namoro, mas que choveu torrencialmente, obrigando-me a adiar os planos. Por isso, S. Pedro, tu põe-te fino e lambareiro. Quero sol até à próxima segunda-feira! 

sexta-feira, 7 de março de 2014

quinta-feira, 6 de março de 2014

Como fazer o namorado telefonar logo de manhã, em três passos.

Querem que o Vosso namorado vos ligue logo pela manhã? Fácil!
1º - Escrever sms: "Bom dia meu amor! Esta noite sonhei que me ofereceram flores! ... Mas não foste tu..."
2º - Enviar sms.
3º - Aguardar que sms seja entregue e lida.

Dois minutos depois telemóvel toca: "Então? Andas a sonhar com outros???"

Não falha!

quarta-feira, 5 de março de 2014

Já chega, não??

Dois minutos depois de ter escrito o post anterior, recebo uma chamada do informático. Só pode vir a partir das 19h30. Portanto, não posso sequer ir para casa descansar deste dia infernal. Vou ter de ficar enfiada no escritório. Eu, o informático e a puta da minha dor de cabeça, sabe-se lá até que horas...
Mais alguma coisa???

Fuck it!

E quando acho que as coisas estão a melhorar...
Vá-se lá saber como, consegui apagar sem querer uma pasta cheia de ficheiros importantíssimos. A pasta esta num servidor partilhado, que por sinal não faz back-ups e, como tal, não sei se vão conseguir recuperá-las. Basicamente, estou a ver a minha vidinha a andar pra trás...
Para me animar mais um bocadinho, recebi há dois minutos atrás a resposta de um processo de recrutamento que era mesmo importante para mim. Não fui seleccionada. 

Ok.... 


Ai....

Parece que, afinal, o meu fígado levou a mal a pizza e os crepes... :s Já estou ligeiramente enjoada e com uma dor de cabeça fabulosa. Bem dizia o FM que abusei... 
Back to diet Lois Lane! Oh yeah.... 


terça-feira, 4 de março de 2014

Ensaio sobre a gelatina

Acabei de fazer gelatina de ananás. Há muito tempo que não escolhia este sabor. Assim que deitei a água quente no pó e me chegou ao nariz aquele cheirinho, viajei automaticamente para os tempos de catraia. Lembrei-me de quando a minha mãe fazia gelatina e eu, depois, andava, de meia em meia hora, a abrir o frigorífico e a enfiar o dedo na taça, para ver se já estava solidificada. Não tinha grande paciência para esperar até ao dia seguinte para a poder comer.
Hoje em dia continuo a não ter grande paciência para muitas coisas na minha vida. No entanto, para outras, acho que me tornei demasiado paciente. Se calhar devia fazer como quando era pequena, e "enfiar o dedo" mais vezes, a ver se as coisas mudam mais depressa.

É Carnaval, ninguém leva a mal!

Agora que já passou a TPM e que, afinal, o mundo não acabou, tenho a dizer que as coisas parecem correr melhor.
Ontem à noite fui comer uma pizza MA-RA-VI-LHO-SA (se pedirem muito, eu digo onde é) e rir noite fora com amigos daqueles espectaculares. Hoje, já que o sr. FM ficou na terra a trabalhar e eu estava de folga, resolvi aproveitar o dia! Para quê, perguntam vocês? Ora, com este tempo de merda, havia de ser pra passear, não? Encarnei a dona de casa e fui às compras, para depois passar o dia inteiro metida em casa, ora a comer, ora a fazer limpezas. 
Tenho a dizer que a minha casa cheira bem, que o meu estômago está feliz e contente, e que tenho as prateleiras da cozinha cheias de coisas das quais não tenho a certeza se realmente tinha necessidade. Está visto que não posso ir ao super mercado com demasiado tempo livre, senão é uma desgraça. Se tivesse gasto dinheiro a comprar roupa ou sapatos... Mas não. Foi mesmo mercearia. Será caso para ficar preocupada?

segunda-feira, 3 de março de 2014

domingo, 2 de março de 2014

Queridos, mudei o blog!

Já devem ter reparado que o estaminé está em obras. Já não era sem tempo. Falta o cabeçalho, mas não me ocorre nada de interessante, por isso, fica assim até que me bata a inspiração.

É isto.


sábado, 1 de março de 2014

Lembrem-me para nunca ter uma rapariga...

Moças adolescentes: se quereis usar calções do tamanho de cuecas, usai. Na boa. Desde que não sejam minhas filhas ou sobrinhas, não vejo problema algum. Mas ao menos comprai meias sem aquelas marcas.
É que não havia necessidade...


... Nem das meias, nem dos calções, nem daquela pose...