quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

sábado, 20 de dezembro de 2014

Estava aqui a pensar que, pela primeira vez, este Natal e Ano Novo não vou pedir nada para mim. O mais importante já cá está. E por isso, como diz um grande amigo meu, só posso agradecer. Todos os dias. 
Obrigada. 

domingo, 14 de dezembro de 2014

It goes all to the hips...

Estão a ver o vestido Ana Sousa que eu comprei para um casamento em Outubro e que me custou os olhos da cara? Pois eu agora só o vejo pendurado no cabide, porque já não me serve! Dois kgs a mais no lombo e o filho da mãe já mal me passa na anca. Bem dizia a outra que era lá que os chocolates iam parar... 

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

O que é que se responde a isto?

Os meus colegas de equipa (um ele e uma ela) disseram-me, mais ou menos nestas palavras: Temos uma coisa para te dizer. Mas é a sério. Não podes ir muito arranjada ao jantar de Natal, porque senão vamos ficar mal à tua beira. 

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Em modo de hibernação

Dois dias na terrinha e já se nota bem o desbaste no stock de lenha. E ainda falta amanhã! Está um frio que não se aguenta! Hoje mal meti o nariz fora de casa e passei o dia a movimentar-me num raio de três metros de distância da lareira. O maior dilema é ir à casa de banho, pôr o rabo de fora e sentá-lo naquela coisa gelada!
Agora que a lareira se está mesmo a apagar, vou correr para o quarto, onde o AC já está a funcionar, de modos que, quando lá chegar, deve parecer o Brasil. Pá, sou uma pessoa que tem muito frio, que querem?... 

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

O maravilhoso mundo das mulheres numa empresa de homens.

Descobri um ponto negativo na minha empresa. Em cada 10 funcionários, apenas um é mulher. Mais coisa, menos coisa. Mas esse não é o ponto negativo, que trabalhar com homens dá menos confusão. 
O problema é que, das poucas mulheres que lá trabalham, só uma usa maquilhagem e apenas duas andam de saltos. Acontece que eu gosto de andar um bocadinho mais empiriquitada que a maioria delas, o que às vezes me faz sentir uma espécie de ET.
Entretanto vem aí o jantar de Natal, que vai ser numa quinta toda xpto, mas já estou a ver que nem vale a pena pensar em levar um vestido mais pipi e uns saltos mais altos, que vai tudo ficar a olhar para mim de lado. 
Por outro lado, desconfio que, quando estiver muito frio posso ir trabalhar de pantufas, andar de caneca de chá na mão e manta às costas, que ninguém se vai importar. Ou dar por ela. 

sábado, 29 de novembro de 2014

Os senhores da Nestlé andam a brincar comigo.

Estais com certeza recordados (ou não, que não é propriamente um tema de interesse público) do meu dilema relativo ao trágico desaparecimento do melhor-chocolate-em-pó-do-mundo: 
http://derepentejanostrinta.blogspot.pt/2013/08/e-o-fim-do-mundo.html
http://derepentejanostrinta.blogspot.pt/2014/01/a-tragedia-o-horror.html
http://derepentejanostrinta.blogspot.pt/2014/02/nao-e-mesma-coisa.html

Pois. Se sobrevivi este tempo todo, foi apenas porque o maravilhoso supermercado do El Corte Inglés continuava a ter stock do dito cujo. Comprava aos dois de cada vez, sempre com receio do dia em que lá chegasse e não visse a minha latinha castanha. Esse dia chegou. Na semana passada. Não vi uma, mas duas! A do costume, com uma nova imagem e outra nova, muito parecida:

"Ah e tal, não tem saída, por isso vamos descontinuar o produto. Toma lá uma porcaria parecida, a ver se te calas". E agora aparecem-me com dois! Então isto faz-se? Já dizia o outro: não há fome que não dê em fartura. Pelo menos agora não preciso de quase ter uma crise nervosa de cada vez que entro no corredor dos cafés e afins. Claro que fiquei no dilema de escolher um deles. Acabei por trazer o do costume (que por acaso está em espanhol, pelo que tenho a leve suspeita de que continue a não o encontrar noutros pontos de venda) mas fiquei com a ideia de um dia comprar o outro para experimentar. 
E pronto. Parece que posso continuar a acordar descansadinha todos os dias, que o chocolate em pó para o pequeno-almoço não se vai acabar de um dia para o outro. 

Tudo uma questão de espaço...

Não gosto de casacos de penas. Especialmente daqueles que dão às pessoas do dobro do volume. . E acho mal que os usem. Um dia destes, no metro, fui completamente espremida, porque as duas criaturas à minha esquerda tinham vestidos casacos tão volumosos, que ocupavam mais meio lugar! Sério. Sem exageros!

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Se eu morrer em circunstâncias estranhas,

saibam que foi de tédio e façam o favor de mandar prender o meu colega de trabalho que consegue, sempre, mas sempre, opinar como um especialista em todo e qualquer assunto. Consegue tornar qualquer tema de conversa na coisa mais chata que se podem ouvir. Haja paciência!

Filmes muito bons e um livro muito mau!

Consegui ver, nas últimas duas ou três semanas, os dois melhores filmes a que assisti o ano todo: Gone Girl (argumento para lá de fantástico de um  dos meus realizadores favoritos. Interpretação brutal da Rosamund Pike) e Nightcrawler (Argumento bom e interpretação mais do que brutal do Jake Gyllenhaal). Curiosamente, ambos têm um ar de psicopata que é uma coisa assustadora. No caso do segundo, é mesmo o actor que segura a história, de tão bem que está na personagem. 

Ontem fui ver Hunger Games. Foi assim meio que fraquinho. Imagino que, para quem não sabe como acaba a história, deve ser bastante frustrante ficar ali assim a meio da coisa. 

Entretanto estou, pela primeira vez na minha vida, prestes a deixar a meio um livro, de tão mau que é. Só de pensar que estive com ele na mão para o comprar. A sorte é que acabaram por mo emprestar, senão seria um grande desperdício de dinheiro. 1Q87, do Murakami: a maior desilusão literária da minha vida. Odeio! Odeio a história, a forma como ele a conta, as palavras de usa, a maneira forçada como algumas coisas acontecem. Um horror! Já me falaram muito bem do livro e do senhor, mas não consigo. É mau demais. Chega ao ponto de me irritar a sério e dou comigo a fazer caretas para o livro quando encontro algumas coisas mesmo mal escritas. Apetece-me bater no homem!

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Vamos brincar às diferenças II:

Na empresa onde trabalhava, a querida da patroa pensou em mandar trocar as cadeiras do escritório. Não, não estava preocupada com o nosso conforto. Era mesmo porque estavam velhas e ficavam feias. Entretanto decidiu que era melhor mandá-las estofar. Sempre ficavam mais bonitas para as visitas.
A rica ex-patroa encomendou computadores novos. Mas só as torres. Monitores novos (como o dela) não, porque era muito compridos e não iam ficar bem, além de a impedirem de nos vigiar convenientemente. 

Há cerca de um mês pedi uma cadeira nova porque a minha não estava a 100%. Hoje chegou. Novinha e super confortável. Agora falta o monitor, que também já está requisitado. Sim, que isto de trabalhar num portátil arruina-me as vistinhas. 
O chefe já regressou à Nigéria. Antes de ir fez questão de nos ir pagar um copo de despedida depois do trabalho. Assim como nos ofereceu o almoço quando chegou. 
Nota-se muito que trabalho numa empresa estrangeira?

domingo, 16 de novembro de 2014

Lamechices de um Domingo à lareira

O FM esteve cá. E já foi. Assim numa espécie de visita relâmpago. O pouco que foi, soube muito bem. E hoje dei comigo a pensar que, a vida toda, eu disse que jamais teria uma relação à distância. Também disse que jamais iria namorar com um gajo lá da terrinha e oh pra mim! Isso e muito mais coisas que não posso aqui escrever, que ele já memorizou a morada do estaminé e volta e meia vem cá espreitar (levei logo com a boa do gajo com pinta do outro post!). 
Mas a verdade é que quase tudo o que, durante 30 anos, eu disse que jamais faria, deixou de fazer sentido. Outras teorias estão a ir por água abaixo, sobrando só uma piquena (gigantesta) questão que está por resolver na minha cabeça e que, honestamente, não sei se a idade vai tratar de simplificar, ou se só mesmo com a ajuda de um psicanalista. 
Ontem, uma das amigas dele, num momento de pura bebedeira que lhe deu pra lamechice, insistia que eu era a mulher da vida dele e que ele sempre esteve à minha espera. Por acaso acho que era eu que estava à espera dele. Já aqui disse que soube que era ele o meu FM no dia em que fiz 30 anos e o conheci. Era mesmo de um gajo com este mau feitio que eu estava à espera! E agora sinto-me tentada a dissertar sobre a forma como me sinto segura ao lado dele, de como encaixamos de uma maneira estranhamente perfeita, de como ambos gostamos de coisas pouco usuais e tudo e tudo, mas é melhor não, que depois vou levar tanga. 
O certo é que esta brincadeira já leva quase dois anos (não sei se estão recordados que o meu recorde era de 9 meses. Pois. Sou uma rapariga de pouca paciência. E que se cansa muito facilmente. E se calhar também tenho um feitio especial). Mas agora não me canso. Nem quero mais ninguém. E eventualmente, quero passar o resto da minha vida com ele. E agora vou ali pôr lenha na lareira antes que este blog se torne num degradante tasco sentimental. 

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Vamos brincar às diferenças:

A pessoa responsável pela área na qual trabalho, que está na Nigéria, mas que é israelita, veio ao Porto para nos conhecer e ter um feedback da nossa parte. Tem 29 anos e lidera duas equipas, uma com cerca de 90 pessoas e a outra, em Casablanca, com mais de 30.
Nota-se muito que não trabalho numa empresa portuguesa?

The new black!

Ainda em relação ao post anterior.
Sabeis de quem é a culpa de eu andar a ficar consumista?? Do azul marinho! Sempre adorei o raio da cor, mas não se encontrava grande coisa. Agora alguém decidiu que está na moda e vai de fazer a roupa toda em azul marinho. E bordeaux. E que giras que são estas cores...

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

A roupa de Inverno desgraça-me!

Se passei meses a correr de loja em loja e a sair de mãos vazias porque não encontrava nada de que gostasse realmente, desde que entrou a nova colecção tem sido uma desgraça! Gosto de tudo pá! Vá, de tudo não, mas gosto de muitas coisa. Demasiadas! A sorte é não serem peças muito caras, senão ia à falência num instante...

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Numa qualquer paragem de autocarro:


Agora imaginem lá o que é que uma pitosga como eu conseguiu ler a uns metros de distância!

domingo, 2 de novembro de 2014

Momento WTF do dia:

Vi determinada foto que um gajo colocou no Face e, mentalmente, critiquei-a devido ao tema que representava. Dei-me ao trabalho de ver quem era o génio que mete uma cena daquelas no mural. Cheguei à conclusão de que não o devo conhecer de lado nenhum e perguntei-me que raio fazia ele na minha lista de amigos.
Ontem fui fazer uma reportagem com um grupo de pessoas. Apareceu lá um gajo de barba que eu nunca tinha visto na minha vida, mas que tinha uma certa pinta. 
Acabo de me deparar com uma foto desse mesmo gajo no Face. Feita cusca vou ver o perfil dele.
Descubro que é o primeiro gajo, o que meteu a tal foto. Isto é estranho pra caralho ou quê?

Gostava de ter um título fabuloso para este post, mas não tenho, por isso, leiam sff. É dos sérios.

Esta semana tive uma epifania. 
Debatia-me esta semana com o dilema de ter dois jantares, na sexta e ontem à noite, em pontos completamente distintos, sendo que, pelo meio, era obrigada a ir à aldeia fazer umas coisas, o que não dava jeito nenhum. Ir a ambos implicava umas viagens a mais, além dos gastos com as jantaradas e respectivas saídas, por isso estava a tentar decidir a qual dos dois ir. Sendo que o de sexta já estava marcado, ponderava faltar ao de ontem, que reunia o pessoal da corrida. E o que eu queria jantar com eles!
Foi então que me ocorreu: caramba! Eu tenho mesmo é de ir aos dois, porque esta vida são dois dias, amanhã dá-me uma coisinha má e eu perco isto tudo. Há que aproveitar enquanto cá andamos. 
Sendo que nunca fui muito seguidora da ideologia do "carpe diem", considerando que não temos de fazer tudo de uma vez porque há tempo para tudo, dois acontecimentos da semana passada fizeram-me começar a ver as coisas por outro prisma.

1. No dia em que fui ao hospital fazer os meus exames, fiquei a saber que um primo do meu pai, com 60 anos, estava lá internado. Com um cancro. Galopante. E sem a mínima esperança de sobreviver. Eu não o conhecia pessoalmente porque ele nunca aparecia em casa da mãe para os habituais convívios entre irmãos e primos. Conheço todos os outros, convivo habitualmente com eles e adoro-os, mas daquele só tinha ouvido falar. E ele morava ali "ao lado". Aquele homem passou a vida a trabalhar para manter a mulher e a filha. Depois, a mulher, a filha e os netos. Ninguém mais o ajudava naquela casa, nem que fosse a plantar duas batatas e umas couves no quintal, que está de velho. Aquele homem não passeou, não conviveu, não foi de férias nem aproveitou o lado melhor da vida. Agora tem um tumor na tiróide e zero esperança de vida. E a vaca da mulher está sentada ao lado dele, na cadeira, com cara de frete. Quando o visitei, ele já mal conseguia respirar. Perguntei se estava assim há muito tempo. Quatro semanas. E, mesmo assim, a vaca da mulher e da filha deixaram-no meter-se outra vez num avião a caminho de França, para voltar ao trabalho nas obras. Senão estivesse entubado, já tinha morrido. Como está no hospital, é capaz de viver mais dois meses.

2. Cinco dias depois fiquei a saber que um tio meu tem um cancro no fígado. Já não me lembro de o ver, porque ele é um bicho do buraco que passa a vida a trabalhar no campo, que não vai a lado nenhum, nem casamentos, nem aniversários, nem porra nenhuma. Aquele homem também não passeou, não conviveu, não foi de férias nem aproveitou o lado melhor da vida. Agora vai fazer quimioterapia, mas nem sei quais são as probabilidades de cura ou sobrevivência, porque parece que a doença dele é uma espécie de segredo de estado e não se pode comentar nem perguntar a ninguém. 

Posto isto, decidi que tinha mais era que ir aos dois jantares, estar com os meus amigos, aproveitar o tempo da melhor maneira possível e fazer da minha vida uma passagem repleta de bons momentos. Porque, efectivamente, só cá estamos de passagem. Por isso, é bom que façamos dela uma grande festa!

A intenção estava lá. A vontade é que nem por isso.

"Ah e tal, vou aproveitar o Domingo para trabalhar no jornal, para limpar e arrumar a casa. Lá para o fim do dia vou correr, que esta semana mal treinei". 

O que é que eu fiz o dia inteiro? Comi, estive na net e vi TV. 
Vá consegui sair para ir fazer umas compras, mas só porque precisava mesmo de um rato para o portátil e de uma lâmpada para o candeeiro da sala. Tudo com o intuito de me dedicar ao trabalho durante a tarde. Pois. 

domingo, 26 de outubro de 2014

Ai S. Pedro, S. Pedro...

Claro que esta calor estúpido tinha de me deixar doente. Há duas semanas que a minha garganta se andava a queixar. Ontem tive mesmo de ir ao médico e já estou a antibiótico. Que é coisa que dispensava mesmo..
Ainda por cima tenho uns botins novos para usar e assim não dá pá!! Já para não falar que castanhas assadas assim não sabem nada bem...

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Lois Lane: especialista (desde ontem) em preparação para exames que implicam enfiar tubos em sítios estranhos do nosso corpo.

Sobrevivi a um trail de 18 kms, a uma endoscopia e uma colonoscopia.
O que custou mais??

A preparação para a porcaria da colonoscopia! Que os exames em si não custaram nada. A bem dizer, eu estava a apagada enquanto me enfiavam tubos por tudo quanto era lado. Agora aquela bodega que tem de se beber para que o nosso intestino fique a brilhar de limpo-mais-limpo-não-há, é horrível!!!!!!!! Ainda eu não comprei a marca mais usada, que teoricamente sabe a baunilha. Mas só teoricamente, porque pelo que ouvi, são 4 litros de água saldada manhosa. Comprei um que sabia a maracujá. Mas, lá está, só na teoria. Dava para perceber que ele estava lá algures, mas não se sabe bem onde. Basicamente sabia mal comó caralho e eu ia vomitando tudo a meio. Mas era só três litros. Menos mal.
Por isso, minhas amigas e meus amigos, se alguém vos quiser enfiar tubos pelo rabinho acima, peçam na farmácia um que sabe a limão! E se disserem que não é tão eficaz, caguem nisso! Uma colega minha comprou o outro e diz que parecia sumo! Além de só ter de se beber dois copos daquilo. O resto é águinha da boa para dissolver tudo lá dentro.
A sedação é altamente, tirando a parte em que têm de nos enfiar uma agulha da grossura de uma manilha da água. Dá um sono descansado e sem sonhos! Tenho de arranjar daquela droga para umas noites bem passadas. 
O ponto positivo disto tudo é que, além de estar tudo no sítio lá por dentro, o médico bonzão não me viu o rabo. Nem o resto. Só vai ver as belas das fotos! 

Venha mais um trail!

PS: Como estive quase 24 horas sem comer, acabei de fazer para o lanche umas panquecas com banana e mel, maravilhosas. Esqueci-me foi de tirar fotos e agora já as comi todas!

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Como me estragar o dia em cinco minutos.

Ora hoje, no espaço de cinco minutos, recebi duas notícias maravilhosas. Not.

Primeira: Ligaram do hospital a dizer estão marcadas para quinta-feira a endoscopia e a colonoscopia (com anestesia, que eu cá sou uma mariquinhas do pior e ninguém me enfia um tubo pelo rabo acima a sangue frio). Eu sabia que, mais cedo ou mais tarde, ia ter de as fazer. Mas estava sempre na esperança de que a lista de espera fosse enorme e que demorasse uns dois anos... E quando a mulher começou a falar da preparação? Apeteceu-me mesmo dizer: "Olhe, pensando bem, deixe lá isso. Eu nem estou assim tão doente. Com certeza há pessoas a precisar mais que eu. Que tal agendarmos para 2035??" Mas achei melhor não. Até porque tenho consulta no final do mês com o o médico giro comó caraças e convém levar os exames. Agora que penso nisso... Será que vai ser ele a fazer-me o exame?????? (Pânico). E se for?? É suposto eu ir descontraidamente à consulta, depois de ele me ter visto tudo e mais alguma coisa?? Isto não vai correr bem... 

Segunda: Ligou a minha mãe a dizer que chegou uma multa. Excesso de velocidade. 120 euros. Toma lá! Eu ia a 70 kms/hora! 70!!! Numa estrada nacional onde (vá-se lá entender porquê) o limite é de 50... Rais os parta a todos! Ainda por cima foi numa das viagens exigidas pela minha curta estadia na empresa para onde fui antes desta. Ainda por cima aqueles caralhos só me quiseram pagar 5 dias, dos 9 que trabalhei, porque consideram que eu lhes causei muito transtorno ao despedir-me assim! E eu, burra, aceitei, porque não estava mais para me chatear nem para os aturar. Agora vejam-me lá o prejuízo! Se a multa tem chegado mais cedo, bem se fodiam, que eu não perdoava nem um tostão. 

E pronto. Assim se arruína o dia de uma pessoa em cinco minutos... 

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

terça-feira, 7 de outubro de 2014

É que podia dar-me para muito pior!

Nem vos digo o que foi o meu jantar!
Pronto, eu digo: crepes de chocolate (don't ask...) e o famoso gelado do Pingo Doce. 
Depois de fazer um urban trail de 7 kms parece-me bem... 

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Things are going to the right place!

Depois de amanhã vou buscar o FM ao aeroporto! Vai passar cá dez dias e eu pretendo aproveitá-los muito bem! Sete semanas sem ele! Mas com tanta mudança na minha vida, o tempo acabou por passar depressa. 
Entretanto, como agora tenho um horário decente que me deixa os fins-de-semana livres, vou poder voltar a dedicar-me a um projecto que deixei há cerca de dois anos. Parece que as coisas começam a encaminhar-se. Já não era sem tempo!

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Não é um bocado assustador??


E se não fossem pessoas, seriam o quê???
Hoje vi um Fiat 500 com pestanas. Primeiro ainda pensei que fossem pintadas, mas depois vi que não. Iam mesmo a abanar ao vento!
Tal e qual isto:





quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Não sei se já disse isto,

mas o gelado de Strawberry Cheesecake do Pingo Doce é qualquer coisa de maravilhoso!


A foto não é grande coisa, mas dá para terem uma ideia. Existem outros sabores que parecem igualmente promissores (ah e tal já rima e tudo) mas ainda não os provei. Nunca resisto e trago sempre o mesmo! 

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Descobri uma nova marca de cosméticos:



Algo que me diz que não iria resultar muito bem no mercado português...

Não se pode ter tudo.

Era suposto eu andar atarefada a fazer a mala e amanhã apanhar um avião para Viena. Era suposto passar lá uma semana inteirinha a passear com as amigas. Mas tenho um emprego novo que, por sinal, é espectacular. Por isso, vou ficar só um bocadinho triste e pensar que uma coisa compensa a outra. 

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Sim, eu também vejo (algumas) novelas. E quê?

Apesar de não ser muito dada a novelas, de vez em quando apanho uma ou outra com histórias diferentes, que me fazem seguir mais ou menos a coisa. Embora eu goste mais do início, perca a paciência pelo meio e volte a ver quando se aproxima o final...
Pois agora que eu me tinha livrado da Guerreira, que dava tardíssimo e me fazia deitar a horas indecentes, a Sic começa a passar uma novela de época, com uma história muito engraçada. 
Para já, ganhou um Emmy Internacional de melhor novela. Depois retrata o início do século XX, com a República acabadinha de implementar, a recente abolição da escravatura, a chegada do futebol ao Brasil e o início da emancipação feminina. Além disso, conta com grande actores, mas, sobretudo, com grandes actrizes, que dão corpo a personagens muito interessantes, como a filha que quer ter uma carreira profissional (e que mais tarde vai escandalizar toda a gente ao pedir o divórcio) e a mãe que ainda não se habituou ao facto de ter deixado de ser baronesa e de ter escravos, tentando, à força toda, que a filha siga os seus passos (retrógrados). Ou seja, o desenrolar da história é sempre baseado numa série de factos históricos e culturais que dão outro interesse à novela, muito para além da simples historinha de amor. E olhem que a desta até é bem bonita e original.

As duas personagens principais lutam por direitos diferentes (e semelhantes ao mesmo tempo).

A má da fita. Que por acaso está linda de morrer nesta novela!

Foi mais forte que eu!

Vi no Face de alguém e não resisti.


É que já não há pachorra para tanto desafio.

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Foi preciso vir trabalhar numa empresa estrangeira...

...para finalmente ter condições de trabalho decentes. E para ter no contrato a verdadeira função que estou a desempenhar.

PS: Os posts hoje saem todos de rajada!

O 'tudo ou nada,' o '8 ou 80', o 'não há fome que não dê em fartura', ou como a minha vida deu umas quantas voltas em tão pouco tempo!

Já está na hora de explicar o que raio me aconteceu, não é? Pois bem, eu mudei de emprego! E vocês já estão a reclamar: Ah e tal, isso não é novidade, que já tinhas contado. Não, não estão a perceber. Eu mudei de emprego outra vez!
Ao décimo dia de trabalho na empresa onde tinha entrado no dia 2 de Setembro, despedi-me, porque me ligaram de outra empresa onde tinha ido a entrevista, a dizer que me queriam na equipa. Tendo em conta que eu não estava a gostar nada da experiência nova, só me faltou andar por lá aos pulinhos de contente, até porque esta empresa oferecia condições bem melhores! Mas tive de me conter porque parecia um bocadinho mal. Eles lá cheios de planos para mim e eu, pimba, despedi-me e ala que se faz tarde. 
E voltei para a minha casinha de Gaia! Ou seja, depois de uma trabalheira dos diabos a levar TUDO para a terrinha, tive de voltar a trazer TUDO de volta. A sorte é que a casa estava livre e eu pude voltar para o meu cantinho e para a minha querida rua, de que tanto gosto. 
E para o Porto! Que viver na aldeia é muito bonito e faz muito bem à saúde (água sem cloro, lixívia e outras coisas que tais fez um bem enorme ao meu cabelo e à minha pele) e nem se gasta tanto dinheiro, mas eu gosto muito de estar no meio da agitação. A terrinha fica para os fins-de-semana.
Comecei o novo emprego na quarta-feira passada e estou a gostar muito! 
O único senão disto tudo é que daqui a uma semana devia estar a meter-me num avião a caminho de Viena e não o vou poder fazer... Por muito que custe, tenho de pensar que é por uma boa causa. 
Aqui vou ser feliz. 
Vinha um gajo metro que, das duas uma: ou tinha uma assadura nos tomates, ou fez a depilação e tinha pelos encravados. Estava sentado com as pernas tão abertas que, juro, eu não cabia no lugar do lado!

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

É um rapaz!!

Tenham lá calma, que não é meu. Na verdade, vou ser tia! a melhor amiga da faculdade está grávida. Parece que ainda agora entrámos para a universidade (na verdade faz por estes dias 14 anos. 14!!!!!!!!) e ela já vai ser mãe! Oh pá!

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Ai Miguel, Miguelito...

O Factor X tem muito mais encanto com o 'meu' Miguel Guedes. Acho que já é pública a minha pancada pelo homem. Vocês (mulheres, isto é para vocês. E vá, homens com bom gosto também) já repararam naquela voz? Naquele sorriso? Naquelas mãos? Oh pá. FM, amor, se não fosse cá por coisas, ainda te trocava por ele!!





Já tive oportunidade de falar com o Miguel mais do que uma vez e posso assegurar que, além de inteligente, é uma simpatia. Ai, se eu não fosse quase casada!

Calma minha gente!

De facto a minha vida tem dado muitas voltas, mas não significa que sejam más! Pelo contrário. O que não vai ser fácil é vir cá contar tudo depois. Aguentem só mais uns dias, que em breve ficam a saber tudo!

PS: Não, não vou casar. Não, não estou grávida!

domingo, 14 de setembro de 2014

Não está fácil.

Mas um dia destes ainda vou conseguir vir cá explicar com calma tudo o que se está a passar na minha vida!

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Vou fazer concorrência ao Harry Potter

Perdi a cabeça e comprei finalmente umas sapatilhas novas para correr. Apresento-vos as Asics Nimbus 16! Já fiz o test drive e são qualquer coisa...


quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Sobre essa coisa do mega leak das iclouds das celebridades:

Mas afinal, porque carga d'água é que aquelas gajas têm tanta foto de mamas e pipis no telemóvel??? Será tara de gente famosa? Ou será que ando desactualizada e tenho de deixar de tirar fotos aos por do sol?

Afinal tb tenho anónimos fófinhos.

Confesso que começava a sentir-me um pouco blogo-excluída.


A propósito disto

Estou viva...

... Mas tãaaaaao cansada! Comecei o trabalho novo na terça e, ao contrário do que estava à espera, o início não foi nada leve. Uma hora de viagem para cada lado também não ajudam. A parte boa é que agora tenho os fins-de-semana livres. A má, é que não tenho muita certeza de gostar desta área... 
Hoje a coisa correu melhor e até saí de lá mais entusiasmada. É esperar que continue a melhorar e procurar casa por aqueles lados, a ver se ganho mais duas horinhas de descanso, já que agora é chegar a casa, jantar, ver um bocadinho de tv e aterrar para acordar cedo outra vez. Não é mesmo vida para mim!
Além disso, está a dificultar-me a vida no que diz respeito aos treinos. E logo agora que até comprei umas sapatilhas novas! Assim fantásticas! Vou ver se as mostro em breve!

domingo, 31 de agosto de 2014

Ai, o que eu gosto destes desabafos públicos!



Isto cansa pá...

Sempre gostava de perceber como é que eu consigo, em cerca de 15 minutos de sono, ter um sonho tão complexo e tão mau, que é capaz de me deixar abananada para o resto do dia. Cérebro, agora a sério, já pensaste em dar-me algum sossego? Pelo menos a dormir?? É que assim começa a tornar-se muito difícil...

sábado, 30 de agosto de 2014

Voluntários, precisam-se!

É incrível a quantidade de tralha que uma pessoa pode juntar em meia dúzia de anos. Deixei a casa da cidade e ainda não consegui trazer as coisas todas. O meu carro é comercial e já enchi a mala três vezes. Hoje veio a abarrotar. E ainda assim vou ter de lá voltar.
O pior é que vou ter de arranjar espaço na casa da aldeia para meter tudo o que trouxe. Vai dar uma trabalheira tão grande, que fico cansada só de pensar... Se alguém quiser dar uma ajuda... À vontadinha, tá?? 

terça-feira, 26 de agosto de 2014

That's it

E já está. Foi hoje o meu último dia na empresa que tantas dores de cabeça me deu. E se eu devia estar aos pulinhos de alegria, saí com uma sensação estranha, quase de culpa, por ter deixado tanta coisa por fazer. Por não ter tido tempo de passar o trabalho como deve ser, embora não o pudesse ter feito, já que só hoje é que veio a minha substituta. Enfim, uma estupidez.
Devia estar aqui a respirar de alívio e estou a pensar se as pessoas por quem dividi as tarefas vão dar conta do recado. Era só quem me desse com o quinto livro da Guerra dos Tronos na tromba, a ver se ganho juízo.

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Let the countdown begin!

Diz que amanhã é o meu último dia de trabalho. E diz que amanhã começa a pessoa que vai ficar com o meu lugar. Vem perfeitamente a tempo! 
Já passei uma parte importante do meu trabalho e amanhã vou passar outra. Tenho a dizer que vai dar merda. Mas enfim. Ao que parece estou mais preocupada eu do que a patroa. Por isso, que se foda!


sábado, 23 de agosto de 2014

Parece que é desta!

Ao que parece, terça-feira será o meu último dia de trabalho nesta empresa. Depois tenho uns dias de férias, antes de começar no emprego novo. Uns dias vão ser passados na cidade, para de despedir da malta (até parece que vou emigrar!) e os restantes na aldeia, para dar finalmente algum sossego à cabeça. 
Entretanto, há que continuar a arrumar a tralha para deixar a casa de cá. E se há alguém que tem muita tralha, sou eu! Já levei alguma roupa, calçado de Inverno e uns livros. Ontem arrumei mais roupa, mais livros e mais calçado, além de cremes e afins que tenho ao monte na casa-de-banho sem ter acabado. Fui deitando fora algumas coisas, mas continuo com muitas outras para arrumar. Depois ainda faltam as tralhas da cozinha! Quero ver se em duas viagens levo tudo, mas não estou a ver jeito. 
E vontade para pegar nas coisas e arrastar pro carro?? Quase que tinha... 

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Pois claro!

Quatro semanas depois de eu me ter despedido, o meu patrão chegou à brilhante conclusão de que vou sair da empresa. Ligou à filha a dizer para não contratar ninguém para o meu lugar enquanto não falasse comigo. Lá fomos ter uma conversa, durante a qual eu voltei a explicar porque quero ir embora, mas ele pediu-me para pensar melhor e continuar a trabalhar lá, porque acha que é o melhor para mim. E eu?



Lois Lane: uma gaja deveras requisitada no Facebook!

Eu também sou uma freak magnet Maria Calíope! Só que de gente um bocadinho mais estranha... 
Nem me vou dar ao trabalho de esconder o nome. Se o quiserem insultar, estão à vontade. Eu não posso, porque já o bloqueei. 


Pensando bem, ter alguém a quem insultar de vez em quando é capaz de ser um bom anti-stress... Acho que vou ser amiga dele! Muahahahah!

terça-feira, 19 de agosto de 2014

O Universo é uma coisa fantástica. Ou não.

Enquanto trabalhava seis dias por semana, tive cá o FM. Agora que vou ter emprego novo, com horários decentes e fins-de-semana livres, agora que até sou capaz de conseguir uma semana de férias, ele vai trabalhar para a Alemanha. Tipo, hoje... Já foi. Durante o próximo ano vou estar com ele de sete em sete semanas. Posso chorar?

domingo, 17 de agosto de 2014

Sabeis que mais???

Vou mudar de emprego!!! :D:D:D




Era esta a novidade! Consegui finalmente uma nova oportunidade e despedi-me! Entreguei a cartinha no dia 1 de Agosto. E porque é que só estou a dar a novidade agora? Porque entretanto tem sido uma loucura e mal tenho tido tempo para cá vir! E acho que ainda não acreditava muito bem que isto realmente estava a acontecer. 
Mas é oficial. Em Setembro começo a trabalhar noutro local, noutra cidade e noutra área. É esperar que corra tudo bem.

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Help!

Alguém conhece este site?? http://missheriff.com

Chegou-me a publicidade ao mail. Fui espreitar e fiquei maravilhada com alguns dos vestidos! Mas não sei se será de confiança e se os trapinhos serão alguma coisa de jeito...

Game of Thrones' addicted

Assim de repente, já estou quase a terminar o quarto livro da Guerra dos Tronos. É tãoooooo viciante!


E também comecei a ver a série. Vou na segunda temporada. Mas não tem metade da piada dos livros.

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Juro que ando a tentar arranjar tempo para vos contar o que se vai nesta cabecinha, mas não está fácil!

sábado, 9 de agosto de 2014

Calúnias!

Lembram-se desta personagem?

Queixa-se ela, no Face das más línguas que dizem que colocou silicone. Calúnias pá!


quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Com vossa licença: foda-se, foda-se, foda-se!

Sou tão estúpida, mas tão estúpida, que só me apetece bater-me! 
Sempre que vou cortar o cabelo a um sítio novo, acabo por me arrepender, porque sai asneira. Não contente por já ter feito isso duas vezes, hoje voltei a fazer o mesmo. Fui na conversa de um colega de trabalho, cujo filho tem um cabeleireiro. Diz que a nora corta muito bem e tal. Ele ia lá e eu aproveitei a boleia. 
Ela até pode ser uma grande cabeleireira, mas comigo a coisa correu mal. Deu-me umas tesouradas atrás que só devem ter remédio daqui a uns dois meses. Na melhor das hipóteses. Do lado esquerdo tenho um degrau com não sei quantos centímetros. E o resto não ficou nada como eu pedi. Além de muito curto. Vai ser lindo quando o lavar e voltar a encaracolar... Só me apetece chorar!

Coisas que escapam ao meu entendimento

Recebi no Face o pedido de amizade de um casal que criou um perfil conjunto. Já é pra i o terceiro que vejo. MEDO.
Agora a sério. Qual é a lógica?

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Quando eu pensava já ter visto de tudo...

Aqui na empresa recebemos constantemente chamadas de pessoas que se esquecem de mil e uma coisas nos nossos transportes. Malas, documentos, máquinas, telemóveis... Acabamos de receber a chamada de uma espanhola que se esqueceu do filho de 10 anos num autocarro.... 

Ah pois é!!!


Trapinhos baratos para correr (e não, isto não é pub. Infelizmente)

Toda a gente sabe que a roupa de desporto, em especial a de corrida, é muito cara. Uma pessoa entra na Nike ou na Asics e até sai de lá com os olhos em bico. Eu cá não me perco em grandes maluqueiras e costumo comprar na Decathlon, Sport Zone e afins. Com excepção das sapatilhas (Asics forever), das meias e dos sutiãs, não sou muito esquisita com os trapinhos de correr. 
No ano passado comprei na Primark uns calções justos, que têm revelado uma qualidade bem acima da média, tendo em conta o preço e comparando com outros mais caros. Ontem resolvi passar por lá para espreitar e fiquei surpreendida quando verifiquei que eles triplicaram a quantidade de roupa desportiva. Experimentei uma peças e acabei por trazer uns corsários (mais uma vez, a qualidade do tecido parece-me muito boa) e uma camisola a condizer, pela módica quantia de 16€. Um conjunto bem giro e muito em conta. 
Agora tenho de ganhar coragem para comprar as sapatilhas novas. Ando a tentar decidir entre dois modelos... Estas já não vão ficar nada baratas, mas a qualidade da Asics justifica o investimento. É pena que não se vendam em mais sítios, que não haja mais modelos e que as que eu quero não entrem em saldo!

terça-feira, 29 de julho de 2014

Lois Lane: a esquecer-se de coisas, desde 1982

Só não deixo a cabeça porque está agarrada. Rais me partam mais tanta distracção.
Hoje queria usar um fio de prata com um pendente, que eu adoro. Não o encontrava em lado nenhum. Tentei lembrar-me da última vez que o usei e.. fez-se luz. Estive no sábado à noite na Decathlon a experimentar umas coisas e tirei-o. Vim-me embora e deixei-o no provador....
Já liguei para lá, mas ninguém encontrou nada. Só me apetece bater-me. Além do dinheiro que custou, foi oferecido pela minha mãe e era uma espécie de amuleto... Raios, raios, raios!

segunda-feira, 28 de julho de 2014

O que é bom acaba depressa...

Fiquei na cidade com a ideia de passar o Domingo escarrapachada na praia com o FM. Mas o querido S. Pedro decidiu que havia de trocar as voltas aos senhores da meteorologia, que dava, bom tempo para ontem, e vai de mandar alto nevoeiro que, pelos vistos, não levantou o dia todo.
E eu digo pelos vistos, porque, obviamente, não me deixei estar na praia à espera que fizesse sol. Agarrei no FM e fomos até Crestuma, onde já dava sol! Como não gostei muito da praia fluvial de lá, almoçámos e fomos passar a tarde à Lomba. Já tinha passado muitas vezes ali perto e sabia que era um sítio muito concorrido, mas estava longe de imaginar a quantidade de gente que lá estava. 
Eu, que nem sou dada a acampamentos, fiquei com vontade de lá voltar um fim-de-semana com uma tenda. Tem areia, água quentinha, salva-vidas, bar, balneários e muita sombra, por isso dá para sobreviver uns dias. 
Se sabia, tinha ido logo de manhã para lá! 

Foto roubada algures no Google. 

Claro que não fiz isto tudo sem me enervar consideravelmente. Porque sou uma gaja de planos. E os planos correram mal. E porque me custa demasiado lidar com as consequências das decisões que tomo, quando acabam por não ser as acertadas. Mesmo que seja 'apenas' ficar cá o fim-de-semana para ir à praia, quando afinal o tempo está uma merda. O FM diz que eu tenho de aprender a lidar com isto. E eu sei que ele tem razão. Que não vale a pena ficar a remoer. Mas enfim, não sou capaz. Sobretudo desde que passei a ter apenas um dia livre por semana, tenho sempre a sensação de que tem de ser tudo planeado para dar certo, caso contrário, estou a desperdiçar o meu tão precioso e tão pouco tempo livre... 

sábado, 26 de julho de 2014

Senhores do Pingo Doce:

Se anunciam uma promoção aos sete ventos, convém, pelo menos, ter stock que a justifique.

Ando atrás da porra de um liquidificador que estava a metade do preço, mas não arranjo o raio do bicho. Das duas uma: Ou anda mais meio mundo atrás do mesmo, ou os malandros só puseram meia dúzia à venda no primeiro dia de promoção para enganar a malta. 

quinta-feira, 24 de julho de 2014

As coisas que eu tenho dentro de mim...

Ontem fui fazer uma ecografia abdominal. Foi mais ou menos assim:

Técnica (ou médica, não faço ideia...): Veio fazer despiste à Doença de Crohn, certo?
Lois (de olhos arregalados): Vim??? Eu não sei! O médico não me disse nada disso. 

Técnica vai ao pedido do médico e confirma... 

Técnica: Sinceramente, acho que não tem gordura no fígado. 
Lois (de olhos ainda mais arregalados): Gordura no fígado?????
Técnica: Sim... O último exame dizia isso. Mas eu acho que não tem.

Lois fica a pensar que nunca mais vai deixar de ver no Google o significado das palavras manhosas que vêm nos relatórios dos exames...

Técnica: Tem um bocadinho de lama na vesícula.
Lois (WTF!): Lama?? 
Técnica: Sim, lama. Não são pedras, mas tem um bocadinho de lama. 

Próxima semana o médico vai ver todos os exames. Se estiver pra morrer, eu aviso. 

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Perfect timing

Acabei ontem à noite o 'Trópico de Câncer'. Atrofiante quanto baste, mas genial. Hoje de manhã trouxeram-me o terceiro livro da 'Guerra dos Tronos'.

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Fotonovela

Um casal de namorados vai passear por esse Portugal fora e decide visitar Fátima. Sendo um local sagrado, foram apropriadamente vestidos.


Ela, com uma roupa discreta, nada exuberante e bem tapadinha...

Ele, com uma vestimenta sóbria e perfeitamente adequada ao local.

Quem os vê, jamais diria que pudessem estar noutro contexto, que não um sítio sagrado.


Após um momento de contemplação, dedicaram-se às suas orações com todo o fervor e até acenderam umas velinhas.




Antes de partirem, houve ainda tempo para uma singela foto em frente a uma imagem magnífica do santuário:


Com efeitos especiais e tudo!


E mais umas fotos típicas dos peregrinos de Fátima, antes do regresso a casa.




Foi uma viagem inesquecível e, certamente, muito emotiva.


Fim. 

Pffffff

Eh pá. Eu até gosto do cromo, por interpretar o "meu" Harry Potter, mas porra, internar-se para deixar de fumar? Não deve ter mesmo mais que fazer ao dinheiro...
Eu fumava um maço por dia e há seis anos e meio que não toco num cigarro. Sem pastilhas, adesivos, nem porra nenhum. Chama-se força de vontade. Tanta mariquice pá...