sábado, 6 de julho de 2013

Hora do confessionário

Depois de ter admitido que gostava de uma música dos One Direction, chegou a hora de fazer mais uma confissão!

Eu li um livro!! Aliás, foram três! Quer dizer, não cheguei a acabar o terceiro, que paciência tem limites.
Sim, eu li as 50 Sombras de Grey!
As colegas do escritório andavam todas loucas, de livro debaixo do braço e entusiasmo ao rubro com a história. Vai daí, decidi ler para comprovar se era mau como diziam, ou se nem por isso. 

Ok... É mau! Dá para passar o tempo com uma história que se conta em cinco minutos, mas que a autora consegue estender por três livros, a custo de repetições constantes. A moça cora umas 300 mil vezes, a deusa interior dela contorce-se mais umas 500 mil, ela morde o lábio 840 mil vezes, ela dá umas valentes 435 fodas pelo meio e ainda tem tempo para mais umas 723 crises existenciais.  E pronto. É isto. Acaba tudo muito bem e vivem felizes para sempre. O que demonstra a clara falta de criatividade da autora. Já que arranjou um gajo que gosta de dar umas palmadas valentes numas gajas, ao menos arranjava um fim decente. Mas nãaaaaoooo. Acabam casados e com dois filhos. Ai não era para contar??? Ohhhhhh... Azar! :p

PS: para compensar, estou a meio de 'As Vinhas da Ira'. E o livro está a ser assim qualquer coisinha de espectacular! Quando terminar digo de minha justiça!

4 comentários:

  1. Ao menos as trancadas são variadas? Tenho de averiguar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ehhhh.... Mais ou menos. Nada de especial. Estava à espera de umas descrições bem mais arrojadas!

      Eliminar
  2. Eu também li na altura por curiosidade, e não, não é nada de jeito e fizeste um óptimo trabalho a resumir! Essencialmente é isso mesmo.

    ResponderEliminar
  3. As Vinhas da Ira é um clássico. Estou a ler "Uma morte subita"

    ResponderEliminar