quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Enrabadela patronal

Ora dizei-me lá se sou a única cuja entidade patronal está a tentar enrabar lixar fortemente com a história dos duodécimos!

Mal soube que o PR tinha promulgado a puta porcaria da lei, fiz uma declaração a dizer que queria continuar a receber os subsídios como sempre recebi até aqui, blá blá, como mandava o figurino.

Venho hoje a saber, por fonte não oficial (a responsável dos RH é uma pessoa à maneira e vai-nos mantendo a par das novidades) que nos vão pagar o subsídio de Natal TODO, inteirinho, em duodécimos! Já que o de férias não pode entrar na festa, uma vez que nem a porra da lei souberam fazer em condições, vai de nos pagar o de Natal todo às prestações! Contra a vontade dos trabalhadores!
Mas que raio! Afinal eu vivo numa Democracia e trabalho numa ditadura???

Já para não falar na redução salarial que vou sofrer, fruto da implementação das novas taxas de IRS e que, por sinal, não me deveriam ser aplicadas, já que do meu contrato de trabalho consta o meu salário líquido e não bruto! Assim como de grande parte dos funcionários. Ou seja, a empresa seria obrigada a suportar as diferenças salariais em vez de me tirarem agora o que me foi prometido.

Posto tudo isto, andamos já num alvoroço, à espera que alguém se digne vir ter connosco e dizer o que pretendem fazer. Mas nãooooo! A patroa não tem tomatinhos, é o que é! Até lá, vamos ter de nos fingir de mortos e aguardar pacientemente pela chegada do ordenado para depois sermos nós a ir falar com ela e pedir explicações.

Ca nervos!

4 comentários:

  1. Ela não pode fazer isso. Pelo que percebi da lei, só metade é que pode ser pago em duodécimos e o trabalhador tem 5 dias para escolher se quer ou não. Se acontecer mesmo o que dizes podes sempre ir ao ministério do trabalho informar-te se a situação é de facto ilícita e o que pode ser feito para resolver.

    ResponderEliminar
  2. Não é mesmo legal! A lei é explícita!
    Estamos a aguardar que alguém fale connosco. Se não falarem, assim que recebermos o salário, vamos nós falar.
    É uma guerra que vamos começar, mas tem de ser. Estão habituados a fazer tudo o que querem. Mas desta vez não vamos ceder.

    ResponderEliminar
  3. Acho que sim, não cedam! Só nos lixam mesmo, é uma tristeza!

    Http://coisasquetaiseafins.blogspot.pt

    ResponderEliminar